Contexto

Comercializando cerca de 6 bilhões de tabletes e cápsulas todos os anos para milhões de pessoas ao redor do mundo, a Nutrilite é líder em vendas de vitaminas e minerais e pertence à Amway, dona de marcas mundialmente conhecidas. No Brasil, ela possui a Fazenda Nutrilite Brasil, a maior em produção orgânica de acerola do mundo. Localizada na caatinga brasileira, em Ubajara (CE), a unidade agrícola conta com o clima propício para o cultivo da fruta e proporciona 100% da vitamina C natural (ácido ascórbico) utilizada nos produtos da marca. Além disso, a empresa conta com fazendas parcerias na região que também plantam acerola.  

Desafios

A Nutrilite se preocupa e se envolve com a comunidade na qual está inserida. Além de entender que fazer parte dela é algo fundamental para a existência e a sustentabilidade do negócio, a companhia tem alcançado um relacionamento mais próximo com colaboradores, sociedade e clientes por meio de ações sociais, de desenvolvimento sustentável e de celebração.

Considerando esse cenário, a Nutrilite sentiu a necessidade de investigar de que maneira o contexto atual da empresa é percebido pelos empregados, afinal eles são os principais porta-vozes e formadores da reputação da companhia na região. A ideia era entender os fundamentos para estabelecer ações de comunicação e gestão que sejam coerentes com a realidade e efetivas para dar suporte à implementação de futuras estratégias.

Solução

Com foco em entender o atual ambiente comunicacional da Nutrilite, a Supera realizou um diagnóstico de comunicação interna e cultura organizacional. Foram objetivos do projeto:

  • Analisar e avaliar a comunicação interna no que diz respeito a processos, estratégia, estrutura e canais, além de como ela é percebida dentro da organização;
  • Examinar a comunicação “da” e “para” a liderança, o nível do ruído (comunicação informal) e a comunicação administrativa e de RH, considerando o ambiente e as práticas comunicacionais;
  • Pesquisar as expectativas dos empregados quanto ao tipo e ao formato de informações mais adequadas, bem como quanto aos canais utilizados e desejados;
  • Investigar aspectos da cultura organizacional, o jeito de ser da empresa e seus impactos sobre os processos de comunicação;
  • Verificar a imagem corporativa e o orgulho de pertencer do funcionário, analisando tópicos relacionados a desenvolvimento, reconhecimento e celebrações.

Para a execução do diagnóstico, a Supera adotou um modelo de trabalho que contempla pesquisas qualitativa e quantitativa. Na execução do projeto, a pesquisa se dividiu em três fases:

  • 1ª fase: imersão

A equipe auditora do projeto mergulhou profundamente no entendimento da empresa pesquisada.

  • 2ª fase: escuta ativa presencial

Realizadas em Ubajara (CE), as entrevistas presenciais foram feitas na Fazenda Nutrilite Brasil e com amostragem pré-determinada.

  • 3ª fase: escuta ativa por call

Profissionais de vendas que ficam em outras localidades do Brasil e não contemplados na aplicação presencial foram ouvidos por call, seguindo o mesmo roteiro de perguntas.

A pesquisa quantitativa sucedeu a qualitativa, com perguntas de múltipla escolha sobre o ambiente comunicacional da empresa, os canais de comunicação interna, as práticas de comunicação da liderança e as relações entre líderes e liderados compuseram o questionário. Os participantes também tinham um espaço para deixar sugestões e fazer comentários abertos.

Resultados

Após todas as aplicações e análises, os resultados do diagnóstico foram compilados em um relatório. O documento apontou os principais achados da cultura de comunicação interna e da cultura organizacional percebidos na prática (aspectos positivos ou negativos que mais fortemente se identificaram no discurso dos empregados), além de pontos de observação quanto à comunicação interna. A partir deles, a Nutrilite conseguia enxergar, de forma clara e objetiva, quais pontos deveriam ser atacados no futuro. Os resultados do diagnóstico orientaram a companhia na criação de um melhor clima organizacional e de melhores práticas comunicacionais, ações que impactaram positivamente sua colocação no ranking cearense do Great Place to Work (GPTW), fazendo com que a empresa melhorasse a sua posição na lista.

VOLTAR

Serviços

Precisa pensar os
canais de comunicação
interna de forma diferente?

A informação não se limita (nem deve ser limitada) aos muros das organizações. Num clique, o empregado emite suas opiniões, ajuda na construção de imagem ou desconstrói a reputação de marcas e empresas.

leia mais